Ir para o conteúdo [1]

Movimento Mulher 360 lança o canal MM360Cast

Compartilhe:

O papel do podcast, quase como um texto para ouvir, é, dentre tantos, otimizar o tempo disponível que as pessoas têm e colaborar no aumento da produtividade no dia a dia. Com a facilidade de apenas clicar o play, colocar os fones de ouvido ou ajustar o volume do som no carro, os podcasts estão conquistando muitos adeptos em um novo formato de transmitir informações sobre os mais variados temas.

Por terem se tornado um novo hábito no mundo todo, especialmente de engajamento em torno de conteúdo, o Movimento Mulher 360 decide adotar, também, esse canal para compartilhar as práticas das empresas associadas, recebendo profissionais dessas companhias, além de convidadas especialistas nos temas de cada podcast para um bate-papo informal.

Convidamos a gestora executiva do Movimento para responder a algumas perguntas sobre essa nova iniciativa. Confira.

Movimento Mulher 360: O que motivou a criação de um podcast focado em equidade de gênero? 

Margareth Goldenberg: O Movimento Mulher 360 trabalha intensamente na promoção da equidade de gênero nas organizações e nossa plataforma de atuação inclui diversas metodologias, formatos e iniciativas para alcançarmos nossos objetivos de fomentar, sistematizar e disseminar conhecimento e práticas para este avanço em direção a equidade ser acelerado. Os podcasts se tornaram rapidamente um novo hábito, no mundo todo, de engajamento em torno de conteúdos, assim, nós no MM360 precisávamos  adotar também este canal para compartilhar  práticas das empresas associadas. Nosso maior tesouro é esta inteligência coletiva que construímos junto com as empresas e os podcasts vão ajudar a intensificar a disseminação desses conteúdos.

MM360: Qual é o principal objetivo do MM360Cast?

MG: Nosso objetivo é contribuir para o desenvolvimento econômico e profissional das mulheres para fortalecer o mercado de trabalho e avançar de forma ágil para um ambiente mais justo e equitativo. E não fazemos isso sozinhas. Contamos com mais de 60 empresas associadas determinadas a prosperar de forma mais sustentável e justa para todas e todos e que são benchmarks do tema da promoção da equidade. Boas práticas devem ser copiadas, e também práticas pouco eficientes devem ser descontinuadas, além de estimular a atuação em conjunto, em parcerias.

MM360: Os conteúdos abordados poderão ser aproveitados desde os colaboradores das empresas até a alta liderança?

MG: Sim. Nosso objetivo com o MM360Cast é trazer insights relevantes para todos os profissionais, equipes que fazem a gestão dos programas de diversidade & inclusão, participantes de grupos de afinidade e comitês de diversidade nas empresas, e também a alta liderança, que é o ponto principal de apoio para que as mudanças realmente aconteçam. Para isso, em cada episódio, teremos a participação de especialistas nos temas abordados e, também, de representantes de empresas associadas para contar um pouco do cenário interno e das ações praticadas em prol da promoção da equidade de gênero

MM360: O que os ouvintes podem esperar para essa primeira temporada? Serão quantos episódios?

MG: Em 2020, vamos lançar 12 podcasts e os temas já estão pré-definidos. Cada um desses temas, selecionados pelos associados, são questões relacionadas aos principais desafios das empresas na jornada para equidade de gênero. Alguns dos temas são: Violência e Assédio contra Mulheres: o papel das empresas, que é o nosso primeiro episódio que está no ar; Mulheres nas áreas de STEM, como ampliar atração?; Raça e Gênero, como garantir a interseccionalidade nas ações de promoção da equidade nas empresas?

Estes temas também são foco também de 2 outras iniciativas do MM360, os 12 Diálogos anuais, presenciais e à distância com os associados, e os ebooks que vamos lançar em breve também em nosso portal.

Temos que mudar a cultura e as práticas das organizações para crescermos não só como empresas e profissionais, mas também como pessoas. 


Todas e todos perdemos com as desigualdades de gênero perpetuadas pelos papéis e estereótipos tradicionais. Precisamos compartilhar práticas efetivas, ações intencionais para promoção dessa transformação no ambiente de trabalho para que seja justo para mulheres e homens. Naturalmente, sem intencionalidade na mudança, o avanço está muito lento, precisamos acelerar, esta é nossa principal missão!

Conheça o primeiro episódio do MM360Cast: “ Violência e assédio contra a mulher: o papel das empresas”, com mediação da Margareth e as convidadas Maristela Ianuzzi (Rota VCM), Fernanda Cabrin (Avon) e Letícia Vella (Mattos Filho): https://movimentomulher360.com.br/podcasts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *