Ir para o conteúdo [1]

Programa de mentoria para alunas de graduação tem inscrições abertas hoje

Compartilhe: google-plus linkedin print
Foto posada de Larissa Ushizima sorrindo

A Alumna é uma rede de desenvolvimento de habilidades socioemocionais e empregabilidade de mulheres jovens, com perfis diversos, que sejam alunas de graduação de faculdades públicas e privadas de todo o país.

Por meio de um programa de mentoria, a organização conecta profissionais experientes com essas mulheres, com foco numa maior equidade de gênero e raça no mercado de trabalho, com o objetivo de formar a próxima geração de líderes femininas dedicadas à diversidade.

Em entrevista ao Movimento Mulher 360, Larissa Ushizima, CEO e co-fundadora da Alumna, mestre em Assuntos Internacionais pela The New School em Nova York e especialista em Análise Política pela Universidade de Brasília, conta um pouco mais sobre o projeto, explica como as mentorias acontecem e como funciona o processo de seleção. Confira.

MM360 – Como surgiu a Alumna?
Fundada em 2020, a história da Alumna, que nasceu como Alma Mater, começou há mais de 15 anos, quando as fundadoras se conheceram e formaram uma parceria que dura até hoje. Além de amigas e mentoras informais, elas perceberam que a mentoria teve papel fundamental em suas carreiras. Criaram a Alumna para conectar profissionais experientes com alunas de graduação de perfil diverso, como mulheres pretas e pardas ou primeira geração na universidade.

Em maio de 2021, a Alumna foi selecionada para o Future Females, iniciativa apoiada pelo governo britânico para acelerar negócios de impacto liderados por mulheres.

MM360 – De que forma as mentorias acontecem?
As sessões de mentoria acontecem por meio da plataforma Mentorar, uma startup parceira que oferece a solução tecnológica para a Alumna. A tecnologia da Mentorar permite que mentoras e alunas façam parte de uma comunidade segura, que protege os dados e informações pessoais das participantes, e ainda facilita os encontros e a avaliação dos resultados. Por meio da tecnologia, podemos conectar mulheres líderes em diversos países com alunas de graduação de todo o Brasil. A plataforma nos permitiu ainda uma maior diversidade regional das alunas participantes, que hoje estão em estados como Goiás, Rio Grande do Norte, Roraima, Amazonas, Paraíba, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

MM360 – Como essas mentorias vão impactar a vida profissional dessas mulheres?
O exemplo feminino é poderoso. Sabemos que a experiência universitária e a preparação para a carreira podem ser muito menos hostis quando se tem referências, exemplos e mentoras para “iluminar o caminho”. Muitas mulheres acabam por desistir dos seus sonhos de carreira e não desenvolvem seu pleno potencial. Sabemos, por exemplo, que as mulheres se candidatam menos a vagas de emprego que homens, pois acreditam que só devem se candidatar quando cumprem 100% dos requisitos. A Alumna vem para ajudar a mudar esse jogo. A mentoria é uma ferramenta para troca de conhecimentos e experiências, de forma a apoiar a jornada profissional das alunas mentoradas.

Destaco que o público prioritário da Alumna são mulheres pretas ou pardas, primeira geração da família na universidade e mulheres periféricas. Acreditamos no poder do exemplo e das conexões que se desenvolvem entre mentora e mentorada.

MM360 – Quais foram os principais desafios e conquistas relacionados às duas primeiras turmas?
Em pouco mais de uma ano, temos muitas conquistas a comemorar. A Alumna saltou de 25 participantes na Turma 01 para 180 participantes na Turma 02. Hoje, são mentoradas 90 alunas de graduação de todo o país: 55% delas são mulheres negras ou pardas e 60% são primeira geração na universidade.

Os resultados da Turma 01 foram muito positivos: 70% das participantes terminaram o programa empregadas ou estagiando, 90% delas disseram estar mais confiantes em relação à carreira após a mentoria e 100% das participantes recomendariam a Alumna, um indicador que é conhecido como Net Promoter Score (NPS). Nosso desafio hoje é garantir o crescimento sustentável da comunidade. Nossa meta é impactar 10.000 alunas de graduação até 2025 e para alcançá-la, buscamos empresas e organizações parceiras que queiram acelerar a equidade de gênero e raça no mercado de trabalho.

MM360 – Quem são as mentoras?
As mentoras são mulheres líderes com, pelo menos, 10 de carreira. Hoje contamos com mais de 100 mentoras voluntárias na rede, que atuam no governo, setor privado, organismos internacionais e terceiro setor. Contamos com empreendedoras, professoras universitárias, juízas, executivas e CEOs entre as mentoras da Alumna.

MM360 – Quem pode se inscrever?
Podem se inscrever alunas de graduação de qualquer universidade pública ou privada do Brasil. Mulheres cis ou trans de qualquer idade. Prioridade para estudantes que estão terminando o curso de graduação e jovens talentos de perfil diverso, como alunas pretas ou pardas, primeira geração da família na universidade, jovens periféricas e alunas que estudaram em escola pública.

MM360 – Como é feito o processo de seleção?
Contamos com apoio da Gupy no processo de seleção para a Turma 3. O software de recrutamento nos ajuda a ser ainda mais assertivas na seleção de estudantes de graduação de perfil diverso.
A seleção acontece em uma fase, na qual a candidata deverá responder a duas perguntas abertas sobre sua trajetória e interesse de carreira, além de enviar um vídeo contando porque deseja participar do programa de mentoria. O link para o processo de seleção é https://alumna.gupy.io/.

MM360 – Quem pode se tornar uma mentora? A Alumna recebe mulheres voluntárias para ocupar essa posição?
Para ser uma mentora Alumna, é preciso ter, pelo menos, 10 anos de experiência profissional e vontade de apoiar a carreira de uma jovem liderança. Não é preciso ter experiência prévia como mentora, já que nosso time oferece orientação para as voluntárias ao longo do programa. As mentoras dedicam cerca de 2 horas por mês durante 6 meses, com horário flexível para o agendamento das mentorias, de acordo com sua disponibilidade. Para saber mais sobre oportunidades para mentoras, acesse: www.alumna.com.br.

MM360 – Quais os principais conteúdos do programa?
O programa conta com mentorias sobre desenvolvimento de habilidades socioemocionais como empatia e autoconhecimento, além de conteúdo sobre carreira como mapeamento de oportunidades de profissionais, currículo e LinkedIn. Ao final do programa, as participantes apresentam um pitch sobre sua trajetória e interesses de carreira, uma oportunidade de colocar em prática os aprendizados da mentoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *