Ir para o conteúdo [1]

Schneider Electric – Ações específicas fazem com que empresa alcance equidade salarial entre gêneros na América do Sul

Compartilhe:
Associe-se e tenha acesso ao case completo

A Schneider Electric acredita que a diversidade é um fator imperativo para o negócio. Para isso, implementou diversas ações afirmativas que focam no avanço da equidade de gênero dentro da companhia. Globalmente, a empresa conta com 40% mulheres nos cargos de entrada e 30% nas posições de liderança. Uma das ações que faz com que o tema seja prioridade no negócio é ter grupos de executivos ao redor do mundo dedicados a olhar para a equidade de gênero.

No início de 2018, a Schneider Electric firmou um compromisso importante para acabar com a desigualdade salarial entre gêneros e cargos iguais na América do Sul, com a meta de zerar essa diferença até o fim de 2018 na região. Atualmente, a porcentagem de mulheres na América do Sul que estão com diferenças salariais comparadas com homens na mesma posição é de zero.

Para chegar a esse resultado, a empresa trilhou um caminho e investiu em parcerias com movimentos importantes, como o HeForShe, compromisso firmado em 2014 que incentiva homens e meninos a agir contra as desigualdades enfrentadas por mulheres.