Ir para o conteúdo [1]

Consultoria conecta mães que querem voltar ao mercado de trabalho

Compartilhe:

“Por que a mulher que deseja ter filhos deve optar por ser mãe ou ter ascensão profissional? Por que deve sentir-se culpada em não poder se dedicar 100% nem à carreira, nem aos filhos?”

Essas foram algumas das perguntas que levaram Mariana Gabriejelcic e Ana Paula Ferraz a criarem, em 2019, o MamaJobs. A iniciativa, que tem como objetivo transformar o cenário de contratações de profissionais que se tornaram mães, atende mulheres de todo o Brasil. 

“Nossa função é buscar e ligar candidatas com empresas que não encaram a maternidade como uma barreira profissional. Fazemos tudo isso porque acreditamos que quando nasce um bebê, nasce uma mãe e, também, uma mulher cheia de novas habilidades, coragem e garra para todos os desafios”, contam as empresárias.

Em entrevista ao Movimento Mulher 360, Mariana e Ana Paula falam sobre como funciona a plataforma e os programas oferecidos para ajudar essas profissionais a voltarem ao mercado de trabalho. Confira.

MM360 – Como surgiu a iniciativa do MamaJobs e quantas mulheres ela já impactou?

O MamaJobs foi fundado em 24 de outubro de 2019, e surgiu do anseio em sermos profissionais e, também, mães de sucesso.

Por que a mulher que deseja ter filhos deve optar por ser mãe ou ter ascensão profissional? Por que deve sentir-se culpada em não poder se dedicar 100% nem à carreira, nem aos filhos? Foi na busca por essas respostas, que numa era marcada por transformações tecnológicas, onde as verdades e paradigmas estão sendo constantemente desafiados, que eu e a Ana Paula, apaixonadas pela maternidade e também por nossas profissões, resolvemos juntar nossas forças e buscar o tão sonhado equilíbrio entre maternidade e carreira. 

O MamaJobs já impactou mais de mil mulheres que desejam continuar ativas no mercado, sem terceirizar a criação de seus filhos. Através de um banco de currículos qualificados, perfil comportamental de cada candidata, workshops especializados e práticas criadas, especialmente, para as “mamajobs” cadastradas. Nossa função é buscar e ligar candidatas com empresas que não encaram a maternidade como uma barreira profissional. 

Fazemos tudo isso porque acreditamos que, quando nasce um bebê, nasce uma mãe… e também uma mulher cheia de novas habilidades, coragem e garra para todos os desafios. 

MM360 – Quais são os serviços que vocês oferecem para ajudar as mães a se manterem no mercado de trabalho?

Entendemos que elas vivem fases diferentes. Algumas com filhos pequenos e que necessitam de maior flexibilidade entre trabalho e carreira. Outras com filhos maiores e que buscam vagas integrais. Temos também aquelas que se afastaram por um longo tempo do mercado de trabalho e desejam retornar. Então oferecemos diversos serviços para acompanhá-las em todas as etapas.

Temos banco de dados para cadastramento gratuito dos currículos de profissionais mães em todo o Brasil, juntamente com o perfil comportamental que é aplicado a todas as candidatas cadastradas. Nele, há vagas dos mais diversos formatos, desde flexíveis, temporárias, meio turno, home office e integral, porém, sempre ligadas a empresas que não encarem a maternidade uma barreira profissional. Empresas que chamamos de “Mama’s Friendly”. Também contamos com lembretes personalizados das vagas e datas das entrevistas agendadas, com dicas para a hora da entrevista e uma mensagem de boa sorte! 

Recentemente, lançamos o programa Despertar MamaJobs que são 4 encontros on-line com 10 módulos voltados a mulheres que querem aprender a gerenciar, entender e usar suas emoções. Trata-se de um processo profundo de autoconhecimento para gerenciar seus comportamentos e melhorar a tríade mãe, mulher e profissional, entendendo suas formas de pensar e agir, seus valores e motivando-as a superar obstáculos. Estamos entrando na terceira semana de lançamento do programa e já impactamos positivamente 10 mães dentro e fora do Brasil. 

Temos também o MamaCV e o MamaCV Plus. Neles, fazemos um encontro on-line para um bate papo para conhecermos toda a trajetória profissional e detalhar informações sobre a carreira e vida pessoal da candidata, para assim, realizar a elaboração do cadastro e construção do currículo. O programa também contempla um encontro com uma parceira do MamaJobs, especialista na ferramenta LinkedIn, no qual a candidata terá suporte para elaboração de um perfil campeão na plataforma, destacando-se melhor no mercado.

Elaboramos também um texto sobre o período da licença-maternidade para contar todas as barreiras superadas e habilidades potencializadas nessa época em que toda mãe fica em casa, exclusivamente, dedicando-se ao novo serzinho que chegou. Esse momento não é valorizado pelas empresas em geral, mas queremos ajudá-las a mostrar que essa pausa desperta na mulher soft skills muito valorizadas pelo universo corporativo hoje. Portanto, seja você uma mãe que parou por pouco ou muito tempo, temos que mostrar essas habilidades. E por fim, um encontro on-line para preparar a candidata a participar de uma entrevista, detalhando cada etapa descrita no currículo elaborado.

MM360 – Há uma análise prévia dos currículos enviados e dos profissionais antes de serem publicados no portal do MamaJobs? Como é esse processo? 

O cadastro é gratuito e realizado pela candidata. Por meio das nossas listas de transmissão e avisos do sistema, sempre lembramos as candidatas da importância de manter seu currículo completo e atualizado. Isso faz com que aumentem as chances de concorrer a vagas, uma vez que esse cadastro é enviado para as empresas parceiras. Regularmente divulgamos essas oportunidades nas nossas redes sociais e disponibilizamos, também, no portal, para quem desejar se candidatar. As empresas não têm acesso ao banco. Nós que pré-selecionamos, agendamos uma entrevista virtual com a candidata e depois enviamos os currículos para a empresa iniciar o processo seletivo.

MM360 – De que forma o MamaJobs interage com as empresas? Quais serviços são disponibilizados? 

Algumas empresas nos procuram e outras fazemos contatos, agendando sempre uma visita presencial ou on-line (dependendo da região) com os responsáveis pelas áreas de Recrutamento, Diversidade e Aquisição de Talentos. Apresentamos nossa missão e conhecemos os valores e as ações diferenciadas que cada empresa oferece para as mulheres. Após fechado o acordo de parceria (o qual não envolve custos) elaboramos, em conjunto com o responsável pela área, um fluxo para envio de vagas, candidatas e cronogramas para acompanhamento de todo o processo. 

Estamos em fase de elaboração de novos projetos junto a parceiros para oferecer um serviço de apoio para as empresas que ainda não possuem nenhuma ação para esse público.

MM360- De que forma podemos avançar para que ter filhos e ter uma carreira bem sucedida deixe de ser um tabu dentro do mundo corporativo?  

Acreditamos que um dos caminhos é falarmos cada vez mais sobre o assunto. Levar informações sobre o potencial dessas profissionais e sobre o cenário desigual em que atuamos hoje. Além de buscar a equidade de gênero no mundo corporativo e nas relações interpessoais. 

Debater o assunto dentro das empresas e envolver o maior número de pessoas para sensibilizar e conscientizar tanto homens quanto mulheres sobre o tema.

Outro caminho muito importante é o apoio para que mais mulheres com filhos ocupem cargos de liderança, algo que tem ocorrido aos poucos no Brasil. Seguir bons exemplos de países desenvolvidos, pois assim teremos como representantes pessoas com empatia e que se identificam com as situações que as mães vivem.

2 respostas para “Consultoria conecta mães que querem voltar ao mercado de trabalho”

  1. Ola, também acho importante incentivar essas mães a serem empreendedoras , terem seus próprios negócios, tranalharem em home office e aí sim, prosperem com independencia e sucesso !

    Por mais integrativa que seja a empresa, o modelo coorporativo é como é , e duficulta sim, a criação dos filhos, a gestão da casa e especialmente a qualidade de vida ! Sou diretora independente da MARY KAY
    ..se quiserem que eu explique melhor, estarei a disposição!

    • Olá, Maria.

      Primeiramente, obrigada por compartilhar a sua visão com a gente. Certamente, ainda existem muitos desafios relacionados à questão de gênero a serem vencidos dentro e fora das empresas. Sabemos que as mulheres são fundamentais para o crescimento e desenvolvimento da sociedade, mas também que ainda são sub-representadas em todas as áreas e cantos do mundo. O Movimento Mulher 360 acredita que as mulheres podem ser o que elas quiserem, seja empreendendo, atuando no mundo corporativo com ou sem filhos, ou se dedicando exclusivamente à maternidade. E por mais desafiadora que seja essa missão, acreditamos que vamos chegar lá, inclusive contando com as empresas que estão comprometidas a fazer parte dessa mudança. O caminho é de aprendizado para todas e todos!
      Um grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *