Ir para o conteúdo [1]

Relatório aponta quais são os países que mais trabalham pela paridade de gênero

Compartilhe:

O relatório Global Gender Gap Report 2020, feito pelo Fórum Econômico Mundial (WEF), mostra os países que mais trabalham pela paridade de gênero. É o caso da Bélgica, Canadá, França, Islândia, Letônia, Luxemburgo e Suécia, que atingiram a nota máxima, 100. No caso do Brasil, a pontuação é 81,9.

Esse índice indica que as mulheres trabalham nas mesmas condições legais que os homens. Possuem amplo acesso a empregos e são protegidas por lei contra discriminação de gênero e assédio sexual no ambiente de trabalho.

Os critérios de avaliação fazem recorte de gênero na participação econômica e oportunidades, realização educacional, saúde, sobrevivência e empoderamento político.

Entre os resultados avaliados, o documento aponta que, na média global, apenas três quartos dos direitos trabalhistas são os mesmos para mulheres e homens. Mostra ainda qual é a representação feminina em conselhos administrativos e que a disparidade é maior em países em desenvolvimento.

As causas para esse cenário vão desde mais mulheres em cargos que estão sendo automatizados, menos profissionais ingressando em profissões em que o crescimento salarial é maior como no setor de tecnologia e falta de acesso a capital.

Para o Global Gender Gap Report aumentar a presença feminina em áreas emergentes pode contribuir para reduzir a desigualdade de gênero.

Leia o relatório na íntegra na área de Publicações do nosso site.

Com informações da Época Negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *