Ir para o conteúdo [1]

Empresas com CEO mulher têm mais representatividade de gênero nas lideranças

Compartilhe:

De acordo com o GEI 2020, o Índice de Igualdade de Gênero da Bloomberg, quando uma organização é administrada por uma CEO, o rol de mulheres em cargos de gerência sênior é mais expressivo. Aumenta a presença feminina em papéis geradores de receita, além delas estarem entre os colaboradores 10% mais remunerados.

O estudo colheu informações de empresas de grande porte e valor de mercado de US$ 12 trilhões, de setores distintos, de diferentes países e regiões. As companhias também forneceram dados como a probabilidade de uma mulher permanecer empregada após a licença-maternidade (82%), a disponibilidade de salas de amamentação no local de trabalho (69%) e custeio de programas de educação para elas (64%).

Empresas associadas do Movimento Mulher 360, como Itaú Unibanco, Banco Santander e Nestlé, participaram da pesquisa.

A política global da Bloomberg em apoiar a redução da desigualdade de gênero também inclui o Brasil, afirmou Geraldo Coelho, chefe de vendas da Bloomberg para a América Latina.

“Divulgar publicamente nossos dados por meio do Índice de Igualdade de Gênero da Bloomberg é um passo importante não apenas na avaliação de nossas práticas internas, mas também para ajudar-nos a entender como está nossa performance na comparação com os pares”, disse Ana Botin, presidente-executiva do Santander.

O estudo também divulgou que 64% das empresas que possuem um diretor de diversidade têm a perspectiva de terem metas de inclusão social nas análises de desempenho da gerência, além de serem mais propensas a exigir uma lista mais diversa de candidatos em cargos de liderança.

“Embora ainda haja um longo caminho a percorrer pela paridade de gênero no local de trabalho, a divulgação pública de dados relacionados a gênero permite às empresas compartilharem as melhores práticas e promoverem a abordagem de diversidade e inclusão de seu setor”, disse Lorraine Hariton, Presidente e CEO da Catalyst, organização sem fins lucrativos que trabalha para o progresso das mulheres no trabalho.

O GEI inclui 325 empresas sendo que 16 delas são associadas ao Movimento Mulher 360. Confira a lista completa no site da Bloomberg. 

Com informações do G1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *