Ir para o conteúdo [1]

Segundo a Kantar, Brasil possui o maior nível de discriminação no ambiente de trabalho

Compartilhe:

O Brasil ocupa o sétimo lugar no índice global de inclusão e diversidade no trabalho feito pela Kantar Inclusion Index. A pesquisa foi realizada com mais de 18 mil pessoas de 14 países e 24 setores diferentes.

De acordo com o levantamento, o país possui o maior nível de discriminação, ficando ao lado do México e de Cingapura.

Dados Brasil

Dentre os entrevistados, 41% afirmaram que, no último ano, se sentiram desconfortáveis no ambiente de trabalho. Apesar disso, 67% não se sentem confortáveis para relatar comportamentos negativos para a liderança ou ao setor de recursos humanos.

Com relação à carreira, 34% disseram enfrentar obstáculos relacionados ao gênero, idade, etnia e orientação sexual. Outros 22% sentem que as oportunidades não são direcionadas para as pessoas mais merecedoras da equipe.

O relatório aponta, ainda, que 28% do brasileiros sentem que suas empresas precisam ser mais inclusivas e diversas do que são atualmente.

Dados no mundo

Levando em consideração os países analisados, vale destacar que cerca de 80% dos colaboradores de todo o mundo já testemunharam ou vivenciaram algum tipo de discriminação no local de trabalho.

Em termos de gênero, 27% das mulheres afirmaram que não se sentem à vontade na equipe e 20% delas recebem menos do que os colegas que exercem a mesma função.

Leia mais na publicação da Kantar. O estudo completo e o ranking de países e setores estão disponíveis em inglês.