Ir para o conteúdo [1]

Pesquisa realizada pelo Instituto QualiBest revela como as mães se veem

Compartilhe:

Em pesquisa feita pelo Instituto QualiBest e o site Mulheres Incríveis, 70% das mães entrevistadas disseram acreditar que a vida da mãe brasileira é difícil e exaustiva. Participaram de uma plataforma digital por 12 semanas, mulheres de 20 a 45 anos, com um único filho de até dois anos de idade, das classes ABC e das regiões Sul, Sudeste e Nordeste.

Para elas, a maternidade hoje é diferente da época de suas próprias mães. Isso porque sentem que aumentaram as responsabilidades com a vida profissional aliada aos cuidados com a casa. O que acaba trazendo desafios para conciliar a vida social.

“Muita coisa mudou com o passar das últimas décadas. Mães, antigamente, cuidavam dos filhos e assumiam o papel de dona de casa em tempo integral. Hoje o cenário é completamente diferente. Vemos um número cada vez maior de mulheres que trabalham para construir uma carreira de sucesso, mas querem ser boas mães e também ter tempo para elas, para os amigos”, explica Daniela C. Daud Malouf, Diretora Geral do Instituto QualiBest.

O estudo, chamado Mães #SemFiltro, demonstra o perfil da nova mulher que é independente e luta contra estereótipos presentes na mídia de mãe perfeita e sempre feliz. Muitas relataram que não há identificação com a realidade e que acabam sentindo uma pressão ainda maior.

“O estudo nos mostra a necessidade de desromantizar a maternidade. As novas mães se identificam com mulheres comuns que estão sempre em busca de dar o seu melhor, o que é muito diferente de ser a mãe perfeita”, afirma.

Leia a pesquisa na íntegra na área de Publicações ou clique aqui.