Ir para o conteúdo [1]

Relatório Luz 2018 promove pauta para o avanço da igualdade de gênero no Brasil

Compartilhe:

Dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Agenda 2030, um deles é a igualdade de gênero para o empoderamento de todas as mulheres do Brasil.

Há grandes desafios que acompanham as metas estipuladas, principalmente por conta tanto da extinção da Secretaria de Políticas para Mulheres, há dois anos, quanto do controle de orçamentos destinados a outras secretarias focadas no tema de gênero.

O Relatório Luz 2018, publicação lançada em julho deste ano, cujo contexto é o avanço da implementação dos ODS nas leis, trouxe informações sobre o desempenho brasileiro de mulheres nos parlamentos e a discriminação contra o sexo feminino, que recebe, por exemplo, no mercado de trabalho, em média, 76,5% dos rendimentos dos homens e trabalha, em média, 54,4 horas semanais contra 51,4 horas semanais deles.

Apesar de todo o cenário desafiador registrado pelo Relatório, existem medidas e recomendações sugeridas para que as discrepâncias entre elas e eles sejam cada vez menores. Alguns exemplos são as aprovações de leis que visem o fim da violência e da desigualdade de gênero no país, orçamentos adequados e justos às políticas públicas e programas de prevenção e redução da violência de gênero, acessos à educação, profissionalização e empregos de qualidade, em igualdade de condições, dentre outros.

Confira mais informações sobre as ODCs, os grandes desafios e as recomendações para que o cenário se reverta em: http://bit.ly/2Aar3lh 

Acesse também o Relatório Luz da Agenda 2030 de desenvolvimento sustentável aqui: http://bit.ly/2V1ZbbS