Ir para o conteúdo [1]

Webinário destaca gênero e raça como questões transversais no investimento social privado

Compartilhe:

A discussão sobre diversidade precisa avançar no campo do investimento social privado (ISP). A oitava edição do Censo GIFE traz essa informação. E, assim, a seguinte pergunta se destaca: como trabalhar o tema da diversidade de forma transversal dentro das organizações?

Para falar sobre isso, no dia 12/12, Margareth Goldenberg, gestora executiva do Movimento Mulher 360, participou do terceiro webinário da série do GIFE que antecede o X Congresso da organização – que vai acontecer entre os dias 4 e 6 de abril de 2018. Além dela, participaram: Mafoane Odara, coordenadora do Instituto Avon, e Mariana Ribeiro, diretora de Comunicação da Nossas.

Além de contar sobre o trabalho do Movimento Mulher 360, Margareth destacou a importância do investimento social privado ser direcionado também para as áreas de gênero e raça. Segundo ela, esses investimentos costumam ser focados em geração de renda, cultura, esportes, sem uma intencionalidade da transversalidade desses dois públicos, que são metade da população.

“A questão é que são tantos os desafios que o investidor social privado tem que dar conta no Brasil diante das muitas facetas da desigualdade que, ao cuidar de algumas delas, talvez outras estejam ficando de fora. Mas, não podemos ignorar essa realidade. Precisamos dessa intencionalidade”, destacou.

Para reverter esse quadro, Mafoane disse que é preciso trabalhar em dois movimentos. Primeiro, no sentido de construir práticas internas nas organizações que ajudem a construir um processo de ampliação de consciência, fortalecimento e naturalização desses temas. Segundo, o movimento de ações para fora, que diz exatamente de que forma a organização olha para a sua própria atuação e pensa na transversalidade desses temas.

Assista ao webinário completo:

Com informações do portal do GIFE.