Ir para o conteúdo [1]

“Chegamos ainda mais longe quando somos felizes e completas”, diz recrutadora da Microsoft

Compartilhe:

A trajetória profissional da Giovanna Cirosi, Recruiter Senior da Microsoft, impactou os participantes do último Diálogos entre Associados, realizado pelo Movimento Mulher 360 (MM360) em setembro deste ano. Com seis anos na empresa, a recrutadora trabalha remotamente em Ribeirão Preto (SP) há um ano e já teve um período sabático oferecido pela empresa. Ela é a prova de que é possível crescer na carreira e ser produtiva sem estar fisicamente no escritório todos os dias.

Os desafios da profissional envolvem um processo de recrutamento no Brasil e na América Latina. Nessa estrutura, Giovanna teve que se readaptar e aprendeu a lidar com um time remoto e clientes internos de culturas completamente diferentes.

Confira a entrevista completa abaixo:

Movimento Mulher 360: Quando começou a trabalhar na Microsoft? Em qual cargo?
Giovanna: Comecei a trabalhar na Microsoft no início de 2011 como Analista de Recrutamento e Seleção para atendimento local (Brasil). Trabalhar aqui sempre foi um sonho para mim, pois minha trajetória profissional em Talent Acquisition foi desenvolvida em empresas e consultoria da área de tecnologia e a Microsoft era uma meta de carreira para mim. Hoje faço parte do time global de Talent Acquisition e sou Recruiter Senior na estrutura responsável pelo atendimento do Brasil e América Latina.

Movimento Mulher 360: Como foi o seu desenvolvimento na empresa?
Giovanna: Entrei na Microsoft em meados de 2011 com o desafio inicial de atendimento às principais diretorias da Subsidiária Brasil. Era tudo muito novo para mim, pois venho de uma trajetória onde contratava técnicos, programadores, desenvolvedores. Na Microsoft foi diferente, pois meus segmentos foco envolviam a contratação de níveis executivos em áreas como Vendas e Marketing. O primeiro desafio ao chegar na empresa foi de entender essas estruturas, os principais produtos e o business no detalhe. Pude desempenhar um papel mais estratégico e consultivo, parceiro do negócio. O time foi crescendo, as oportunidades aumentaram e nos tornamos parte de uma estrutura Global de Talent Acquisition.
Assim, os desafios e a exposição aumentaram, mas o reconhecimento também! Tive a oportunidade de participar de um projeto global de contratação muito importante para a nova estratégia da Microsoft em Cloud e com uma boa performance e resultados diferenciados, meu crescimento foi apenas questão de tempo.

Movimento Mulher 360: Quais foram os seus principais desafios pessoais e profissionais?
Giovanna: Não sou a mesma menina que chegou aqui em 2011. No meu dia a dia, tive e tenho a oportunidade de lidar com líderes inspiradores que sempre cobraram meu melhor e isso sempre me desafiou pela ótica positiva. Hoje eu acredito que sempre posso mais, que posso fazer melhor e que a zona de conforto nunca foi meu lugar.

Com a mudança do time, encontrei desafios do idioma, de readaptação, de lidar com um time remoto e clientes internos de culturas completamente diferentes.
Em paralelo a isso, ainda tenho o desafio de conciliar meu novo papel de “mamãe” com as mudanças, estudos e aprendizados.

Movimento Mulher 360: Como foi o retorno da licença-maternidade e quais foram os principais desafios?
Giovanna: Sou casada há sete anos e tenho um filho de quatro anos. Fui muito acolhida no meu retorno da licença-maternidade: pelo time, pela minha líder na época e pela cultura da Microsoft. Não foi fácil voltar – acho que nunca é para nenhuma mãe – mas voltei para um ambiente onde eu tinha a flexibilidade que eu precisava sem ser olhada ou julgada por isso. Pude amamentar meu filho por muito tempo, pois eu podia recebê-lo na Microsoft em uma sala preparada para nós, mamães, especialmente para esses momentos. Se eu não fosse até ele durante o dia, ele vinha até mim.

Movimento Mulher 360: Você mora em Ribeirão Preto e trabalha remotamente. Como esse benefício impactou o seu dia a dia de trabalho e vida pessoal e quais são os desafios?
Giovanna: Este foi mais um presente que ganhei da Microsoft. Moro em Ribeirão Preto trabalhando remotamente há um ano. Desde que meu filho nasceu, eu me questionava se São Paulo era o lugar onde eu gostaria que ele crescesse. Eu nasci e cresci no interior e as minhas melhores lembranças da infância são da família grande, dos primos e da vida livre no sítio – este é o meu conceito de infância e o desejo de proporcionar isso ao meu filho era latente.

Em uma visita da minha chefe ao Brasil, conversei com ela sobre esse desejo e ela me deu todo apoio, me incentivou e fizemos um plano para essa transição.

Costumo dizer que vivo um sonho! Trabalho na empresa que sempre sonhei em trabalhar um dia e a partir dela – além de trabalhar mais feliz e mais motivada – ainda posso ajudar outras pessoas, por meio do meu trabalho, a realizarem os sonhos delas. E ainda tenho a oportunidade de participar da infância do meu filho de perto, em um lugar com mais qualidade de vida e equilíbrio entre vida pessoal e profissional. A mudança teve grande impacto no meu trabalho: hoje trabalho ainda mais, pois não perco tempo em trânsito e deslocamento – este tempo hoje é produtivo!

Movimento Mulher 360: Você também mencionou que teve um período sabático de um ano, certo? Como foi essa experiência e como foi retornar ao trabalho? O que mudou?
Giovanna: O sabático veio quando o meu filho tinha um ano e meio. Durou exatamente um ano como planejado e foi uma das melhores experiências que já vivi. Foi um ano sendo mãe em tempo praticamente integral. Um ano dedicado aos estudos e em algumas viagens. Eu mudei muito durante esse tempo. Redefini prioridades.
O retorno foi incrível. Tive mais aprendizados, mais projetos de destaque e um time querido me esperando de braços abertos. A volta era clara com um ciclo importante pessoal que precisava ser fechado. Eu voltei ainda mais forte para este novo ciclo que estava iniciando.

Movimento Mulher 360: Quais iniciativas que a empresa ofereceu que ajudaram no avanço de sua carreira?
Giovanna: Além de treinamentos e líderes incríveis, tive oportunidades de grandes conversas e de desenvolvimento de carreira. A Microsoft também oferece a licença-maternidade de seis meses, horário de trabalho flexível e home office para o work-life balance.

Movimento Mulher 360: Acredita que as mulheres estejam mais empoderadas nas grandes empresas?
Giovanna: Acredito que estamos no caminho certo, mas ainda existe muito trabalho a ser feito!

Movimento Mulher 360: Quais são os maiores desafios das mulheres nas empresas?
Giovanna: O fato de, em muitos casos, ainda sermos minoria no ambiente corporativo é um desafio importante na minha opinião. Mas vejo avanços importantes nessa jornada graças a ações de diversas empresas para incentivar a presença de mais mulheres no mercado de trabalho e também em posições de liderança. Na Microsoft, por exemplo, 43% das pessoas que formam o time de liderança da subsidiária brasileira são mulheres.

Movimento Mulher 360: Teria uma dica ou recado para jovens mulheres que estão entrando no mercado de trabalho com ambição de chegar em cargos de liderança?
Giovanna: Tenha um sonho de carreira – um sonho grande! E tenha o seu foco nele, seja determinada, tenha disciplina, seja o melhor que você puder ser no que você faz. Um bom líder ou mentor é fundamental. Escolha quem te inspira!
Mantenha o equilíbrio da sua vida pessoal com sua carreira sempre – chegamos ainda mais longe quando somos felizes e completas!