Ir para o conteúdo [1]

Nestlé – Ferramenta ajuda a empresa a definir o panorama geral sobre os níveis de salários, cargo e desempenho de homens e mulheres.

Uma ferramenta ajudou a empresa a definir o panorama geral sobre os níveis de salários, cargo e desempenho de homens e mulheres e perceber que a igualdade de gêneros é uma realidade nas áreas de gestão.

Compartilhe:
Associe-se e tenha acesso ao case completo

Princípio 2: Igualdade de oportunidade, inclusão e não discriminação

Para promover um ambiente não discriminatório, onde homens e mulheres desfrutem de oportunidades iguais de desenvolvimento profissional, o primeiro passo para qualquer organização é compreender que existem desafios que exigem medidas específicas.

Descrição da prática

Na Nestlé, a maioria dos funcionários, especialmente nos cargos de gestão, é composta por mulheres.

Em todos os anos, a empresa participa de pesquisas de mercado juntamente com outras empresas do Brasil e tem sido comum, nos resultados, aparecer a discrepância entre as remunerações dadas aos homens e as mulheres, sendo estas as que recebem menos.

Há dois anos (2015 e 2016) a empresa faz uma análise aprofundada do desempenho, dos cargos e dos salários do corpo de funcionários da empresa para avaliar se essa realidade externa exercia algum reflexo no cenário interno.

Dentre as várias conclusões, pode-se perceber, nos cargos de gestão, que as mulheres têm a carreira mais alavancada, ou seja, elas são promovidas mais rapidamente do que os homens, recebendo salários compatíveis ao cargo, não ao gênero.