Ir para o conteúdo [1]

GPA – De “Comitê de Mulheres GPA” para “Comitê de equidade de gênero” – como o GPA evolui com a agenda e suas ações.

Compartilhe:
Associe-se e tenha acesso ao case completo

Descritivo:

O Comitê de Mulheres GPA visa promover a equidade de gênero na liderança da companhia, e em encontros bimestrais acompanha de forma prioritária as ações que possam facilitar a evolução de mulheres nos cargos de gerência (gerentes de loja e corporativos) e acima (Diretores e VP corporativos).

O programa teve início a partir da realização do 1º Fórum de Mulheres do GPA que, reuniu cerca de 200 gestores da Companhia. Desde então, foram realizados 4 Fóruns (periodicidade trimestral), que permite trazer para o público interno os avanços das frentes de ação e algumas palestras e sensibilização sobre o tema.

Desde sua criação até hoje o comitê evolui conforme o tema ganha maturidade dentro da companhia. Inicialmente, o Comitê de Mulheres GPA era formado por um grupo multidisciplinar de 30 mulheres representantes de todos os negócios do GPA. Entre os membros participantes havia representantes de Recursos Humanos, Jurídico, Gestão de Risco, Comunicação, Relação com Investidores e Operações. Então foi constatado que o comitê não conseguiria atingir seus resultados se não envolvesse os homens. Os altos cargos da empresa eram ocupados, em sua maioria por homens, e é necessário o apoio deles para que os projetos atinjam os objetivos traçados.