Ir para o conteúdo [1]

Belo Horizonte adere à plataforma da ONU para equidade de gênero

Compartilhe:

Na segunda-feira (21/08), a Prefeitura de Belo Horizonte (MG), por meio da Secretaria Municipal de Políticas Sociais, aderiu à plataforma “Cidade 50-50: todas e todos pela igualdade”, da Organização das Nações Unidas (ONU), junto com o Consórcio Mulheres das Gerais e a Prefeitura de Betim. Ao assinar, a prefeitura assume o compromisso pelo desenvolvimento de políticas públicas de atendimento aos direitos das mulheres e pela construção de uma sociedade com mais igualdade de gênero.

O termo de adesão, assinado pelo prefeito Alexandre Kalil, reitera compromissos que serão assumidos pelos signatários. Eles são executados a partir de seis eixos: governança e financiamento, empoderamento econômico, participação política, saúde, educação inclusiva e enfrentamento à violência contra as mulheres.

Em nota no site da Prefeitura de Belo Horizonte, Kalil destaca a importância da iniciativa. “Essa não é só uma questão de política pública – é uma questão de consciência comunitária, de derrubar preconceitos. Governamos para quem precisa, e quem precisa são as mulheres que constroem a cidade, mulheres trabalhadoras e empreendedoras. Queremos 50-50, sim, pois temos que olhar para o problema do gênero da nossa cidade com humanidade e seriedade.”

O prefeito de Betim, Vittorio Medioli, também assinou a adesão. Ele também é presidente do Consórcio Mulheres das Gerais. O evento contou, ainda, com a presença de Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres no Brasil, da Dra. Patrícia Habkouk, promotora de Justiça de Defesa da Mulher, e de Terezinha Avetar, coordenadora da Rede Estadual de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher e vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher.

Com informações do portal da Prefeitura de Belo Horizonte.